• Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná - ITCG

Adensamento da Rede Geodésica

Rede Geodésica de Alta Precisão 

O Sistema Geodésico Brasileiro vem sendo executado, desde a década de 1940, com abrangência nacional e particular prestação de serviços à sociedade. A implantação e manutenção de uma rede geodésica são de extrema importância para o desenvolvimento de um município, estado ou país. Ela fornece uma estrutura posicional precisa capaz de apoiar inúmeras atividades que utilizam tais informações, como: 


· Confecção de mapas e cartas;
· Referências para obras de engenharia como construção e pavimentação de rodovias e estradas,  pontes, viadutos e túneis;
· Demarcação de áreas indígenas e de proteção ambiental;
· Regularização fundiária e divisão de loteamentos;
· Transmissão de energia e abastecimento de água, etc. 

O Estado do Paraná conta com uma rede GPS (Global Positioning System) com 52 (cinquenta e dois) pontos de referência – os chamados marcos geodésicos – que detêm coordenadas como latitude, longitude e altitude utilizadas em atividades de georreferenciamento.
Além disso, visa estabelecer uma estrutura aos atuais padrões de precisão do Sistema Geodésico Brasileiro com a adoção de um sistema de referência geocêntrico, o SIRGAS 2000, dando suporte para que todos os trabalhos sejam referidos a esse sistema.
A densificação da Rede GPS do Estado do Paraná, realizada em 2007, teve como objetivo ampliar no Estado a já existente rede geodésica implantada em 1995, capaz de suportar boa parte dos trabalhos que necessitam de informação posicional de qualidade. 

Para verificação dos dados da Rede Geodésica de Alta Precisão do Paraná visualize em:

Recomendar esta página via e-mail: